sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A escala de Mohs

A escala de Mohs é usada para determinar a rigidez de sólidos, especialmente minerais. Este nome foi dado em homenagem ao mineralogista alemão Friedrich Mohs. A leitura da escala é a seguinte, do mais macio ao mais duro:
·         talco - facilmente arranhado com as unhas
·         gesso - facilmente arranhado com as unhas
·         calcita - arranha e é arranhado por uma moeda de cobre
·         fluorita - não é arranhado por uma moeda de cobre e não arranha vidro
·         apatita - arranha somente vidro e é arranhado facilmente por uma faca
·         ortoclásio - arranha vidro facilmente e só é arranhado por uma lixa
·         quartzo (ametista, citrino, olho de tigre, aventurina) - não arranhados por uma lixa
·         topázio - arranhado apenas por coríndon e diamante
·         coríndon (safiras e rubis) - arranhado apenas por um diamante
·         diamante - arranhado apenas por outro diamante

Aplicação:

Alguns objetos diários podem ser usados para testar a dureza de um mineral. Por exemplo, a pirite e a calcopirite têm uma cor amarelo metálica e são chamadas às vezes de "ouro dos tolos". Você pode responder se é ouro de verdade por fazer o teste de dureza com uma moeda de cobre.
O ouro tem uma dureza de apenas 2,5 a 3,0. Pode ser riscado com uma moeda de cobre. A calcopirita tem dureza entre 3,5 a 4,0, logo pode ser riscada com um canivete de aço mas não por uma moeda de cobre. A pirita tem uma dureza de 6,0 a 6,5 e é demasiadamente dura para ser riscada por um canivete de aço.


Obs.: Quando você testar a dureza em minerais, certifique-se de a superfície do minaral está livre de pó, para não confundir o risco.
Obs2.: Escolha uma região do mineral onde não a risco.

Sempre o marterial mais duro risca o mais mole. Logo um material de dureza risca um de dureza inferior, mais é riscado por materiais de dureza superior.
Pela escala de Mohs o diamante apresenta a maior dureza - dureza 10.
Espero que tenham entendido bem a dureza, agora é só sair testando os materiais.


Revisão:


4 comentários: